Secretário revoga Portaria que proibia Polícia Civil de investigar homicídios cometidos por militar em serviço, mas decide que armas de policiais envolvidos em crimes no exercício do dever têm de ser apreendidas pela própria Polícia Militar

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André de Albuquerque Garcia, revogou a polêmica Portaria número 064-R, de novembro do ano passado, que retirava da Polícia Civil o poder de investigar crimes cometidos por policiais militares em serviço. No entanto, desta vez, por meio da uma nova Portaria, a 035-R, de 20 de outubro e publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (21/10), o secretário estabelece que cabe à Polícia Militar efetuar a apreensão de armas apreendidas com militares envolvidos em crimes (sobretudo contra a vida) quando estiver em serviço. Exemplo: quando um policial, durante seu serviço, atira e mata um suspeito de roubo ou de outros crimes.

Nota Pública dos delegados federais sobre a greve na Polícia Federal

“A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL) classificam como injustificável a realização de movimento paredista por uma pequena parcela dos policiais federais na semana que antecede o segundo turno das eleições gerais de 2014.

"Polícia Federal não pode ser eficiente com tantas atribuições", diz chefe da PF em São Paulo

Se os candidatos à Presidência da República estivessem efetivamente preocupados com o combate à corrupção, bem poderiam conversar com o delegado da Polícia Federal Roberto Troncon, um profissional que entende do assunto. Sem bravatas, demagogia ou afetação, Troncon, em entrevista ao site Consultor Jurídico (ConJur), discorre sobre os dramas mais complicados da criminalidade no Brasil como quem toma um café na esquina.

Juiz e advogado criminalista defendem autonomia dos delegados de Polícia nas investigações

O juiz-titular da Vara de Central de Inquéritos de Vitória, Marcelo Menezes Loureiro, e o advogado criminalista Cássio Rebouças de Moraes, integrante da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), defenderam, durante seminário no auditório da Chefatura de Polícia Civil, em Vitória, a independência dos delegados de Polícia nas investigações. O seminário foi promovido pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (Sindepes) e pela Associação dos Delegados do Estado (Adepol).

Exclusivo: Procurador geral da República rejeita pedido de federalização da ação penal do assassinato do juiz Alexandre Martins

O procurador geral da República, Rodrigo Janot Monteiro de Barros, determinou nesta quinta-feira (16/10) o arquivamento do Procedimento Preparatório de Incidente de Deslocamento de Competência que analisava o pedido de federalização da ação penal que apura o assassinato do juiz Alexandre Marins de Castro Filho, ocorrido em 24 de março de 2003, em Itapoã, Vila Velha, no Espírito Santo.

Delegados capixabas vão fazer eleição direta para escolher o futuro chefe de Polícia Civil

Os delegados de Polícia do Espírito Santo vão realizar até o final do ano eleição direta para a escolha do futuro chefe de Polícia Civil do Estado. O território capixaba é um dos 15 entes da federação a levar ao futuro governador uma lista tríplice para que seja conhecido o chefe da instituição policial. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (16/10) pelo presidente da Federação Nacional dos Delegados de Polícia (Fendepol), delegado José Paulo Pires, que chegou a Vitória para participar do seminário "O Delegado de Polícia como garantidor da legalidade", que acontece a partir das 13h30 no auditório da Chefatura de Polícia Civil, na Reta da Penha.

ADPF avalia resultados da ‘Campanha por Mais Autonomia’ como positivos e explica cada ponto da Medida Provisória que dá autonomia à Polícia Federal

Em Nota Oficial publicada em sua página na internet, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), depois da realização de assembleias regionais em todo o País, avalia de forma positiva os resultados da campanha "Mais Autonomia da Polícia Federal". O Ministério da Justiça, por intermédio da Direção-Geral da Polícia Federal, comunicou a edição pela Presidência da República da Medida Provisória nº 657 de 2014 e do Decreto nº 8.326 de 2014, cujos principais pontos são:

Comentários pejorativos e desrespeitosos no whatsapp sobre morte de policial militar em Linhares causam revolta

As redes sociais se tornaram, mesmo, uma armadilha para quem perde o bom senso. Supostos membros da Promotoria Criminal e do Judiciário de Linhares teceram comentários pejorativos e desrespeitosos sobre a morte do cabo da Polícia Militar Solimar dos Santos Paula, 42 anos, que foi enterrado na tarde desta quarta-feira (15/10). Solimar, que estava internado no Hospital Rio Doce, morreu em virtude de pancreatite aguda na noite de terça-feira.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger